28/05/2024

Inspeção mecânica: porque você deve fazê-la antes de comprar um carro usado

A inspeção mecânica de um veículo usado é um dos pontos mais importantes que devem ser considerados antes da aquisição. Afinal, através dela, é possível reduzir drasticamente os principais riscos que envolvem golpes, fraudes ou problemas não visíveis de um carro.

Por isso, além de consultar Renavam pela placa e conhecer o histórico do veículo, é primordial que o comprador se atente a alguns pontos da inspeção mecânica que irão informar a real condição do automóvel.

Acompanhe conosco este conteúdo exclusivo e saiba mais sobre a inspeção e suas peculiaridades. Boa leitura!

Afinal, o que é uma inspeção mecânica no carro?

A inspeção mecânica de um veículo é o procedimento que irá verificar se os equipamentos se encontram em condições ideais de uso. Além disso, também serão verificadas as recomendações do fabricante ou mesmo a situação de cada uma das peças e equipamentos do carro.

A partir da inspeção mecânica, será possível determinar se há algum problema não detectado em uma verificação inicial, assim como conferir fatores como tempo de uso, qualidade dos itens, possíveis anomalias ou problemas que comprometem a segurança e o bom funcionamento do automóvel.

Porque fazer uma inspeção mecânica em um carro usado?

De modo geral, inspecionar um veículo usado antes da compra irá garantir que você faça um bom negócio e, principalmente, não tenha surpresas posteriores com gastos ou depreciação anormal do carro. A seguir, elencamos os 5 principais motivos pelo qual a inspeção mecânica de um carro usado é essencial.

1 | Clareza sobre a condição atual do carro

Primeiramente, é importante explicar que quase nenhum carro usado está em estado completamente impecável. Em outras palavras, por melhor apresentação que ele possua, é provável que se descubra na inspeção mecânica a necessidade de troca de peças ou equipamentos.

Por isso, ter certeza da real condição do carro trará mais confiabilidade e menor gasto ao comprador, uma vez que ele poderá calcular se a aquisição realmente é válida.

2 | Fator importante de negociação

Após a inspeção mecânica do carro, é possível que a avaliação sirva como argumento para negociar o preço ou condições de pagamento. Afinal, se houver algum dano passível de reparação mas que há um custo extra, ele pode ser abatido no valor final ou dado como desconto.

Mesmo em casos em que não há dedução total do valor do reparo, o comprador costuma ter um ótimo poder de barganha com o proprietário do veículo. Por isso, nunca deixe de inspecionar cada item do carro antes da aquisição.

3 | Visão completa sobre reparos futuros

Geralmente, quem faz a aquisição de um carro usado busca o melhor custo-benefício. Entretanto, ninguém gostaria de ser surpreendido por manutenções posteriores, ou ainda, pouco tempo após a compra.

Para isso, é importante considerar que o veículo está apto para o uso, ou ainda que possui um prazo de conserto ou troca de determinada peça que não comprometa o orçamento do comprador.

4 | Conhecimento sobre o histórico do carro

Por melhor que seja a conservação ou mesmo o reparo de um carro, há situações menos visíveis que podem comprometer a compra ou mesmo trazer dor de cabeça a quem adquirir um veículo usado. Por exemplo, em casos onde houve sinistro grave ou a manutenção periódica não foi realizada de maneira adequada.

Por esse motivo, a inspeção mecânica se faz necessária a fim de evitar contratempos que podem gerar desvalorização rápida do automóvel ou comprometer suas condições ideais de uso.

5 | Atenção maior a respeito do uso do veículo

Imagine que você comprou um carro com baixa rodagem, que apresenta ótimas condições mas que os pneus precisam ser trocados em seis meses. Se não houver uma inspeção prévia, pode passar despercebido a necessidade de pneus novos.

Por isso, fazer a inspeção mecânica irá contribuir para que você saiba quais gastos deverá ter no futuro. De modo geral, isso cria uma maior previsibilidade nas contas e não atrapalha seu orçamento.

Pontos de verificação ao se inspecionar um carro

Os serviços de inspeção automotivos costumam realizar um check-up menos abrangente em um carro usado. Por isso, o ideal é buscar um profissional de confiança que possa realizar uma avaliação mais minuciosa e detalhada. 

A fim de garantir uma inspeção mecânica completa, o ideal é verificar sempre em um carro, antes da compra:

  • O sistema de exaustão quanto a ferrugem excessiva, furos ou vazamentos;
  • As mangueiras quanto a deterioração e vazamentos;
  • O estado dos pneus sobressalentes;
  • Quaisquer luzes de aviso;
  • A suspensão visualmente e em um teste de estrada para rugosidade ou ruído e freios quanto a desgaste excessivo;
  • O óleo do motor e o filtro e o sistema de arrefecimento quanto a sinais de negligência, além do filtro de ar, correias serpentinas quanto a rachaduras ou desgaste;
  • Os pneus quanto a piso baixo ou desgaste irregular;
  • Todos os faróis, lanternas traseiras, piscas e luzes de ré quanto à operação adequada;
  • O motor e a transmissão para detectar quaisquer sons incomuns;
  • A condução do veículo e verifique se há trocas de marcha ruins ou outras condições incomuns do trem de força;
  • A verificação de danos por acidente.

Além disso, não se esqueça de buscar através dos órgãos competentes ou de sites confiáveis a documentação e legalidade do carro, entre outros itens. Dessa forma, você também se resguarda da aquisição de um veículo de modo que possa trazer complicações.

Conclusão

Como observamos, a inspeção mecânica de um carro pré-compra é uma forma eficaz e importante para encontrar possíveis problemas em um veículo usado. Dessa forma, a negociação pode acontecer de modo muito mais seguro e sem gerar surpresas desagradáveis ou prejuízos financeiros para o comprador.

Além disso, ao ter um panorama completo sobre a situação do automóvel, fica mais fácil conseguir um acordo justo de compra, que permita usufruir do bem sem problemas ou transtornos causados por avarias ou reparos futuros.