maio 18, 2022

Qual é a melhor época para viajar até Tóquio e o que fazer na capital japonesa?

Tóquio é provavelmente um dos lugares mais diferentes para onde você já terá viajado. E por menor que a capital seja, acredite: não falta o que fazer!

Viajar para Tóquio exigirá de você bastante planejamento. Por mais que a capital do país tenha menos da metade da população da grande São Paulo, parece que você está em um grande evento.

Tudo ocorre ao mesmo tempo: carros passando, milhares de pessoas ao seu redor, músicas, luzes para todos os lados, atrações ocorrendo em todos os cantos.

Definitivamente, não é uma cidade para quem gosta de paz e sossego – pelo menos na região central de Tóquio.

Se você não tiver muito tempo para ficar por lá, sugerimos que planeje bem o seu roteiro. A boa notícia é que muitas das zonas de Tóquio reúnem pontos turísticos do mesmo nicho.

Por isso, já facilitaria um pouco para você planejar o que vai fazer por lá! O próprio centro da cidade é um ponto turístico – e isso você só vai entender depois que ler o artigo que preparamos.

Portanto, acompanhe abaixo as dicas que separamos de lugares incríveis para você visitar em uma das capitais mais antigas e misteriosas do mundo. Boa leitura!

1- Ao chegar em Tóquio, visite Tsukiji

É praticamente impossível visitar Tóquio e não provar da culinária local. Se você gosta de peixes e frutos do mar, está indo para o lugar certo.

Mas por que visitar o Mercado Tsukiji? O que ele tem de tão especial assim?

Porque é um dos mais tradicionais de Tóquio. Ele é dividido em duas partes, sendo uma delas coberta. Além disso, há várias lojas que vendem todos os tipos de peixes e frutos do mar que você pode imaginar – e até o que não pode imaginar! Afinal, você conhecerá muita coisa nova por lá.

Caso você não saiba, o Japão é uma ilha. Portanto, todos os alimentos comercializados por lá são sempre frescos.

Já na parte não coberta do mercado há uma porção de restaurantes. Se você não quiser comprar o produto nas lojas, poderá comer pronto nos restaurantes.

No ano de 2018, o nome do mercado mudou para Toyusu, mas ele ainda é reconhecido com o antigo nome. Portanto, delicie-se com o que vai encontrar por lá!

2- Visite Shibuya

Se você gosta de movimento e agitação, Shibuya é o melhor bairro de Tóquio para você conhecer.

Se você já foi a São Paulo, ela é praticamente uma Avenida Paulista. Ou então, parecida com o calçadão de Copacabana.

Em suma, é uma avenida cheia de pessoas, luzes, lojas e movimento. Até de noite parece que é dia, de tantas luzes na avenida.

Há muitas opções do que fazer por lá. Lojas de eletrônicos, cafés, restaurantes, shoppings, lojas de roupas e de games são apenas alguns exemplos.

E se você não gosta de estar em meio às pessoas, pode se refugiar em algum dos cafés para observar o movimento de lá de dentro.

Algumas das ruas deste bairro são fechadas para os carros. Um exemplo é a Center Gai. Lá, apenas pessoas podem circular. Aproveite para fazer um passeio por lá!

3- Museu Nacional De Tóquio

Saindo agora um pouco do movimento e da loucura do centro de Tóquio, você pode incluir o Museu Nacional de Tóquio no seu roteiro.

Ele não apenas é o mais antigo dos museus da capital japonesa, mas também o maior!

Boa parte do seu acervo vem do antigo império japonês. É muito interessante poder conhecer um pouco mais de uma história tão remota que data de milênios.

O museu fica dentro do Parque Ueno, um ponto turístico muito conhecido e visitado por lá.

Sua localização é excelente, e bem próximo ao parque ficam outros museus, atrações e até mesmo zoológico de Tóquio.

Tudo na região é muito bem cuidado. Dentro do parque, há um grande lago cheio de peixes e tartaruguinhas.

Ao redor do lago há vários bancos para se sentar, gramado e alguns locais fechados para observar a natureza no caso de estar chovendo.

Durante a primavera, é possível também apreciar o festival de cores dentro do parque com folhas de todas as colorações possíveis.

Vale muito a pena conhecer este museu. Coloque no seu roteiro!

4- Templo Senso-ji

Ir ao Japão e não conhecer pelo menos um dos templos budistas não dá, não é?

Por isso, inclua também no seu roteiro o Templo Senso-ji, que fica em Asakusa e é um dos mais famosos de todo o Japão.

Ao redor do templo, há vários hotéis, restaurantes e lojas. Portanto, não se preocupe com a infraestrutura do local.

O tempo terminou de construído em 645 d.C., sendo assim o mais antigo da capita. Logo na entrada, há um portão enorme e todo vermelho, decorado com ideogramas e dragões. Dá até a impressão de que você está embarcando em algum filme de luta japonesa.

Para chegar ao tempo, basta pegar a rua Nakamise. Caminhando até o final, você verá indicações para o templo. A estrutura é muito bonita e há um jardim grande ao redor.

Aliás, isso é o que você mais verá em Tóquio: jardins! Japoneses adoram jardins em todos os lugares. De lá, você ainda poderá ver a Tokyo Tower. Falaremos dela a seguir.

Na entrada do templo, há um caldeirão grande com incensos. Os japoneses acreditam que acender um incenso traz boa sorte. Por isso, se você quiser entrar para fazer algum tipo de oração, poderá levar o incenso junto e colocar uma das pontas na testa para atrair boas energias.

Por ser um dos templos mais famosos, é também um dos mais visitados.

Por isso, uma dica interessante é para que se planeje bem com bastante antecedência para visitar o local. De preferência, durante a manhã que é mais vazio. Depois do almoço, costuma encher bem mais.

5- Tokyo Tower / Disney Tóquio

Outros dois passeios muito legais que você pode fazer em Tóquio são visitar a Disney e ir à Tokyo Tower.

Pois é! A capital japonesa também tem um dos parques mais famosos do mundo. No entanto, o foco da atração é voltado para o mar. Por isso, seu nome é Tokyo DisneySea.

Além de todos os brinquedos, shows e atrações, tudo no parque gira em torno de lendas marítimas.

O parque todo é dividido em 7 partes, sendo que cada uma delas concentra atrações diferentes.

Outra atração imperdível de Tóquio é a Tokyo Tower. Ela é considerada a maior torre de aço do mundo, ultrapassando em alguns metros até mesmo a Torre Eiffel!

Além disso, é possível também conhecer o mirante da torre. A primeira parada fica a 150 metros de altura. Lá de cima, você poderá ter uma vista privilegiada da capital!

O segundo mirante fica a 250 metros de altura.  Se você preferir, pode subir de escada (é mais barato). Mas prepare as pernas: você precisará subir mais de 600 degraus para chegar até o topo!

A construção da torre marca o ápice do desenvolvimento econômico japonês após a Segunda Guerra Mundial, quando o país foi praticamente destruído pelos Estados Unidos.

Vale a pena conhecer o local e um pouco mais da sua história!

Quando viajar para Tóquio?

Leve em consideração que o verão japonês é muito quente e úmido. É bem parecido com a região sul do Brasil. É aquele tipo de calor que cozinha você por dentro. Por isso, pode não ser a melhor época para conhecer o país.

Por outro lado, dezembro, janeiro e fevereiro são bem mais frios. Ah, lembrando que enquanto é verão lá, é inverno aqui no Brasil.

Esses meses que mencionamos são mais frios, mas também não são insuportáveis. Por isso, você pode planejar a sua viagem para essa época. O que pode ser até mais conveniente, já que bate com as férias de verão no Brasil.

Agora, se você puder viajar lá pelo mês de março, abril e maio, poderá ver de perto um dos maiores espetáculos do Japão, que é o florescimento das cerejeiras.

Essa é uma das épocas em que o Japão fica mais cheio de turistas, justamente por causa deste florescimento.

No entanto, se você quiser viajar por essa época, é bom que comece se planejando pelo menos com 6 meses de antecedência. Assim, você pode garantir hotéis mais baratos – e claro, garantir um quarto! Deixar para a última hora é sempre o pior a se fazer, especialmente nessa época.

Ter um seguro viagem não é obrigatório para entrar no Japão. Porém, é uma forma bem mais segura de se viajar. Quer saber como obter o seu? Acesse esse link e confira!