maio 18, 2022

Viagem para Inglaterra: um guia completo para conhecer a terra da rainha

Quem pensa em programar uma viagem para Inglaterra, possivelmente sabe todos os encantos que a terra da rainha pode proporcionar aos turistas. Isso porque o país é um dos queridinhos de quem vai conhecer a Europa, por oferecer turismo cultural, gastronômico, esportivo e de lazer.

Além disso, a Inglaterra possui um importante acervo histórico, e ainda oferece tradição e modernidade com atrações, museus e baladas para todos os gostos.

Confira abaixo tudo o que você precisa saber para aproveitar sua viagem para a Inglaterra ao máximo. Boa leitura!

Viagem para Inglaterra: conheça a documentação necessária

Primeiramente, ao organizar sua viagem para a Inglaterra, é preciso se atentar a toda documentação que será exigida no desembarque. O país, assim como quase toda a Europa, não exige o visto de brasileiros, entretanto há observações importantes do que você precisa ter em mãos para viajar. Os documentos exigidos são:

  • Passaporte válido, com o vencimento mínimo de 6 meses a partir da data da viagem;
  • Formulário preenchido para apresentação juntamente com o passaporte. Esse formulário se chama Landing card e quando não é distribuído no avião, recebe-se no momento de passar pela imigração;
  • Comprovante de que a viagem é turística e que você possui algum vínculo efetivo com o Brasil. Em outras palavras, é necessário apresentar carteira de trabalho, vínculo escolar ou documento equivalente que mostra que você irá retornar após o passeio;
  • Comprovante financeiro, como por exemplo, extrato bancário, cartão de crédito nacional ou dinheiro em espécie que comprove sua condição de custear os gastos da sua viagem e estadia;
  • Passagem de volta, bilhetes de passeios ou reserva de hotel, a fim de demonstrar que a viagem para a Inglaterra é pontual e temporária.

É necessário o seguro viagem internacional em uma viagem para Inglaterra

Como parte do Reino Unido, a Inglaterra não faz parte do Tratado de Schengen desde que saiu da União Europeia, por isso, não há obrigatoriedade de contratar o seguro viagem para o país. Porém, mesmo não sendo obrigatório, o seguro é necessário por diversos motivos, como por exemplo:

 

  • Possibilidade de circulação por outros países europeus, visto a pequena distância e facilidade de locomoção entre eles;
  • Segurança e tranquilidade em caso de acidentes;
  • Facilidade em contratar serviços adicionais importantes, como seguro para esportes radicais, reembolso para extravio de bagagens, dentre outros.

Outro ponto que deve ser considerado ao pensar no seguro em uma viagem para a Inglaterra, é que o sistema de saúde britânico atende turistas de forma gratuita apenas nos casos de urgência e acidente. Em outras palavras, caso seja necessária internação ou procedimento específico, as despesas hospitalares e medicamentos são pagas.

Por isso, a prevenção é a melhor alternativa para um passeio sem imprevistos.

Melhor época para viajar para a Inglaterra e dicas úteis

Se você ainda não decidiu quando fazer sua viagem para a Inglaterra, é preciso compreender que o país possui variações climáticas bem intensas conforme a estação do ano. Ou seja, é possível curtir um frio intenso no inverno ou bastante calor durante o verão.

Entre meados da primavera até o final de agosto (fim do verão), você vai encontrar temperaturas agradáveis e pouca chuva. 

Por sua vez, se viajar entre dezembro e fevereiro, poderá pegar temperaturas até negativas, com ou sem neve.

Obviamente, em dias ensolarados é mais fácil conhecer os pontos turísticos da cidade, além de explorar ambientes ao ar livre como praças e parques.

Moeda

Na Inglaterra, a moeda principal é a libra e ela possui cotação relativamente alta em relação ao real. Diferente da maior parte da Europa, onde o euro é a moeda principal, a Inglaterra exige do turista esse cuidado com o câmbio a fim de que não precise acionar as taxas para uso de cartão internacional.

Quanto dinheiro levar numa viagem para a Inglaterra

Mesmo sendo uma questão pessoal, há uma indicação mínima do turista ter, no mínimo, uma média de 70 libras por dia de viagem. Isso porque pode ser necessária a apresentação disso na imigração. No caso de limite no cartão de crédito, atente-se de que ele precisa estar autorizado para uso internacional.

Direção de veículo na Inglaterra

O trânsito na Inglaterra é com direção contrária à que temos no Brasil. Ou seja, o motorista fica do lado direito do veículo e os carros circulam em faixas invertidas às que estamos habituados. Por isso, considere durante sua viagem para a Inglaterra, assumir o volante com atenção redobrada ou utilizar o transporte público, que por lá é muito elogiado.

Fuso horário inglês

Em relação à hora, sua viagem para a Inglaterra não terá um grande impacto no fuso, uma vez que o Brasil está apenas 3 horas atrás no horário oficial. Porém, eles adiantam 1 hora entre março e outubro, o que altera a diferença para 4 horas durante esses meses.

Voltagem das tomadas

Em toda a Inglaterra, o padrão de tomada é o de 3 pinos, porém é preciso adquirir um adaptador, uma vez que a voltagem por lá é de 240v, diferente da que temos no Brasil. Sem um transformador, você corre o risco de queimar seus aparelhos eletrônicos ao carregá-los.

Pontos turísticos: o que você precisa conhecer numa viagem para a Inglaterra

Claro que irá depender quanto tempo você ficará no país, mas existem alguns pontos turísticos que merecem ser visitados durante uma viagem para a Inglaterra.

Por exemplo, o Castelo de Windsor é o refúgio de finais de semana da família real e não pode ficar de fora do roteiro.

Assim como o sítio arqueológico de Stonehenge, com suas lendas e mitos; a cidade de Liverpool, terra natal do Beatles; A roda gigante London Eye, que permite admirar a capital inglesa do alto, e apreciar a vista do Rio Tâmisa, do Parlamento, do Big Ben e da Catedral de São Paulo; O Palácio de Buckingham e o Museu de História Natural.

Para os amantes dos pubs, Londres oferece uma variedade imensa deles, com cervejas encorpadas, pratos típicos e música ao vivo.